Vídeo: China inicia campanha contra sopa de barbatana de tubarão

Ingrediente é usado em prato tradicional, mas prática está causando a extinção dos grandes peixes. Veja vídeo:

BBC Brasil |

selo

Uma campanha para acabar com a matança de tubarões foi iniciada na China. As barbatanas são usadas em um prato tradicional do país, a sopa de barbatana de tubarão, considerada com propriedades afrodisíacas. Veja vídeo:



Uma exposição em Pequim mostra como é feita a extração: as barbatanas são cortadas dos tubarões vivos, secadas e vendidas para restaurantes.

Os peixes são atirados no mar e muitos na China acreditam que eles sobreviverão pois a barbatana crescerá de volta, mas a verdade é que o tubarão vai sangrar até a morte.

"Esta exposição mostra a ligação entre o prato de sopa em sua mesa com a origem da sopa, este belo animal cuja população está em declínio", disse a ativista Lei Chen Wong.

A barbatana não tem gosto e nem valor nutritivo. Mas, seu alto custo, transformou a sopa em símbolo de status na China, o prato pode custar até US$ 100.

Dezenas de milhões de tubarões são mortos por ano para a produção da sopa segundo a organização internacional WildAid.

Um restaurante de Pequim resolveu não servir mais a sopa de barbatana de tubarão.

Li Mang, a gerente, conta que a maioria aprovou a medida e eles não perderam muitos clientes, o restaurante até ganhou apoio de outros clientes.

Mas, a matança do tubarão continua e, por isso, o mais famoso atleta chinês, o ex-jogador de basquete Yao Ming também participa da campanha.

A mensagem é simples: "Quando pararem de comprar, a matança pode parar também", diz Ming na propaganda.

    Leia tudo sobre: tubarãochinasopa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG