Cientistas vão rastrear os movimentos dos animais no Ártico para descobrir como eles estão sendo afetados pelo aquecimento global

Uma expedição russa pretende colocar colares de monitoramento em ao menos 18 espécimes de ursos polares para identificar seus novos caminhos diante do desaparecimento progressivo das placas de gelo.

Os pesquisadores querem saber detalhes como o local onde os ursos dormem, quanto tempo eles passam na água e em terra firme ou se ocorrem mudanças em sua alimentação. Eles pretendem encontrar respostas para essas perguntas com as informações que serão registradas através de um satélite.

Veja o vídeo:

null


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.