Urso polar mata jovem britânico e fere quatro na Noruega

Animal atacou acampamento escolar no arquipélago de Svalbard, que fica entre o país e o Polo Norte

iG São Paulo |

Reuters
Corpo do urso que atacou estudantes britânicos na Noruega é levado por membros do acampamento
Um urso polar atacou um grupo de britânicos que acampava no arquipélago norueguês de Svalbard, no Ártico, nesta sexta-feira (5), matando um jovem de 17 anos e ferindo gravemente quatro pessoas, disseram autoridades da Noruega.

O urso entrou em uma barraca de acampamento com 13 pessoas da Sociedade Exploradora de Escolas Britânicas, uma instituição beneficente de desenvolvimento juvenil, a cerca de 40 quilômetros ao leste da cidade de Longyearbyen, informou Liv Asta Oedegaard, porta-voz do gabinete do governador de Svalbard.

"A pessoa que morreu é um garoto de 17 anos, cidadão britânico, e os outros também são cidadãos britânicos", disse ela, acrescentando que os feridos -- de 16, 17, 27 e 29, todos do sexo masculino -- foram levados ao hospital de helicóptero. Eles não correm risco de vida, disse o encarregado da polícia local, Erik Nygaard, durante entrevista coletiva em Longyearbyen.

A sociedade exploradora organiza expedições para ajudar jovens a desenvolverem a auto-estima por meio de uma introdução a ambientes remotos e selvagens. O grupo havia partido no dia 23 de julho e deveria retornar em 28 de agosto.

Em um post no blog do grupo no dia 27 de julho, um dos membros descreve a experiência de ter avistado um urso polar “por causa de uma quantidade sem precedentes de gelo no fiorde”.

“Todos estavam de bom humor, porque vimos um urso polar flutuando em um bloco de gelo. Desta vez tivemos a sorte de pegar emprestado o binóculo de um gentil norueguês para vê-lo melhor.” O post afirma que “depois daquela experiência, posso dizer com certeza que todo mundo sonhou com ursos polares naquela noite”.

Svalbard, um hábitat conhecido dos ursos polares, fica no Oceano Ártico, entre a parte principal da Noruega e o Polo Norte. A população de ursos do local é de 3.000 indivíduos, que podem chegar a 2,5 metros de altura e 800 quilos.

Depois do ataque, o urso foi morto por um membro armado do grupo britânico, informou a porta-voz. Segundo a emissora de televisão TV2, este foi o primeiro ataque mortal de um urso polar em Svalbard desde 1995. Com esta, chega a cinco o número de pessoas mortas em ataques de ursos polares no arquipélago desde 1973, ano em que a espécie começou a ser protegida.

O vice-governador de Svalbard, Lars Erik Alfheim, disse que esses animais são comuns na região.
“Nestes dias em que o gelo aumenta e diminui, como agora, não é fora do comum encontrar ursos polares. Eles são extremamente perigosos e podem atacar repentinamente. ”A população local tenta, na medida do possível, só atirar contra ursos polares quando corre risco iminente.

(Com informações da BBC, Reuters e AFP)

    Leia tudo sobre: urso polarnoruega

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG