Urso panda morre em zoológico japonês durante sedação

Animal foi sedado para a retirada de sêmen, que seria utilizado para inseminação artificial. Espécie corre risco de extinção

AFP |

AFP
Foto tirada em 4 de junho de 2010 mostra o panda de 14 anos, no zoológico em Kobe
Um urso panda gigante macho morreu em um zoológico japonês depois de ser sedado para a retirada de sêmen, que seria utilizado para inseminação artificial, informou o diretor do parque nesta sexta-feira (10).

 Xing Xing morreu na quinta-feira (9) depois de uma parada cardíaca. Ele não conseguiu se recuperar da anestesia que recebeu no zoológico de Oji, no porto da cidade de Kobe, oeste do Japão.

Os veterinários haviam sedado o animal, de 14 anos de idade, para fecundar uma fêmea,  Shuang Shuang, da mesma idade.

O parque reservou um local em homenagem ao panda, onde os visitantes podem deixar flores e mensagens de condolências.

Os pandas gigantes, espécie que corre risco de extinção, se reproduzem de forma extremamente lenta em cativeiro.

Depois de tentar em vão que o casal de pandas se reproduzisse naturalmente entre 2003 e 2006, o zoológico de Kobe optou pela inseminação artificial.

Shuang Shuang chegou a engravidar em 2007, mas o filhote nasceu morto. Pouco depois, deu à luz outro ursinho, que morreu com três dias de vida.

    Leia tudo sobre: urso pandaextinção

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG