União Europeia vai manter taxa de carbono

Companhias aéreas que se recusarem a pagar a taxa poderão ser multadas ou, em caso extremo, proibidas de pousar

AFP |

Getty Images
Companhias aéreas que operam na União Europeia terão de pagar taxa pelas emissões de carbono
A União Europeia informou nesta sexta-feira (9) que manterá a legislação que obriga as companhias aéreas a pagar a taxa pelas emissões poluentes, conhecida como taxa de carbono (CO 2 ), apesar da rejeição da China, que proibiu suas companhias aéreas de pagar o imposto.

Infográfico: Como ocorre o aquecimento global?

"A União Europeia e muitos países querem uma solução internacional e acredito que temos negociações neste sentido esta semana, mas agora permaneceremos firmes", afirmou Martin Lidergaard, ministro do Meio Ambiente da Dinamarca, país que exerce a presidência semestral do bloco.

A legislação europeia, que entrou em vigor em 1º de janeiro de 2012, obriga as companhias que operam na UE, independente da nacionalidade, a comprar o equivalente a 15% de suas emissões de CO2 - 32 milhões de toneladas - para lutar contra o aquecimento global.

Leia mais:
União Europeia mantém taxa do carbono, apesar de rejeição da China
Justiça europeia determina que aviões deverão pagar por CO2 emitido
Austrália aprova imposto sobre emissões de dióxido de carbono
Comércio marítimo pode ajudar fundo para o clima, diz ONU
COP: Brasil aceita metas obrigatórias de corte de emissões
China e EUA criticam plano europeu de taxar emissões de CO2 em aviões

Mais de 20 países, incluindo Índia, Rússia, China e Estados Unidos, não aceitam a medida.

As empresas que se recusarem a pagar a taxa poderão ser multadas ou, em caso extremo, proibidas de pousar nos 27 países da UE.

A oito euros a tonelada de CO 2 , a medida deve significar 256 milhões de euros em 2012, segundo a Comissão Europeia.

    Leia tudo sobre: chinameioambienteaviaçãoclimaue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG