Turquia teme desastre ecológico por vazamento de cianureto

Derramamento com resíduos tóxicos provenientes de mina de prata provocaria o maior desastre ambiental no país

EFE |

As chuvas torrenciais registradas desde a última quarta-feira na Turquia aumentaram o temor de que transborde uma balsa que contém resíduos tóxicos de cianureto procedentes de uma mina de prata contígua.

Os especialistas e ecologistas advertiram que, se o dique situado na província de Kutahya ceder, teria origem um desastre ecológico sem precedentes na Turquia, informou nesta quarta-feira o diário local "Hürriyet". O jornal acrescentou que no último fim de semana a mistura tóxica já superou dois dos três níveis de contenção da balsa.

O Governo e a direção da empresa mineradora asseguraram que até agora não houve vazamentos de cianureto e que está sendo construído um novo dique como medida adicional.

No entanto, a Câmara de Engenheiros e a Câmara de Médicos obrigaram o hospital de Kurahya e o da província vizinha de Eskisehir a fornecerem antídotos para cianureto como medida preventiva.

Após visitar o local, o ministro do Meio Ambiente turco, Veysel Eroglu, afirmou que não há vazamentos de cianureto nem de outras substâncias nas balsas dispostas para armazenar esses resíduos.

Os especialistas avaliam que esse eventual acidente representaria um risco maior que o lodo tóxico que vazou em outubro passado na Hungria, sublinhando que apenas uma pequena quantidade de cianureto seria suficiente para causar uma grande catástrofe se houver contato com a água ou com o solo.

A quantidade de chuva registrada na zona de Kutahya nos últimos três dias foi cinco vezes maior que a média para o período, o que pode contribuir para o transbordamento da balsa, propriedade da mina de prata da companhia privada Eti.

    Leia tudo sobre: TURQUIAECOLOGIA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG