Trem com resíduos nucleares segue da França para Alemanha

Carregamento é considerado o mais radioativo da história

AFP |

AFP
Manifestantes participam de protesto antinuclear em Dannenberg, Alemanha
Um trem com um carregamento de resíduos nucleares, considerado "o mais radioativo da história" por ecologistas, partiu na sexta-feira de Valognes (noroeste da França) em direção a Gorleben, no norte da Alemanha.

O trem, que saiu de Valognes por volta das 14H20 (13H20 GMT) e deve chegar neste sábado à Alemanha, mudou seu itinerário esta madrugada para evitar manifestações antinucleares.

O comboio, de 14 vagões, que levam 308 contêineres com 123 toneladas de resíduos nucleares vitrificados, deveria passar pelas cidades francesas de Arras, Valenciennes, Fourmies, Hirson e Charleville, mas depois de Amiens, o trem foi desviado para o ramal de Reims, Châlon-en-Champagne e Metz.

Nesta sexta, o trem ficou bloqueado durante duas horas a centenas de metros da estação de Caen, Normandia, quando quatro militantes ecologistas se amarraram à via férrea.

Os ativistas levavam um cartaz com a mensagem, em alemão, "Nossa resistência não conhece fronteiras".

Os dejetos correspondem, segundo a empresa Areva, ao consumo elétrico de 24 milhões de pessoas durante um ano.

Pela manhã, militantes do Greenpeace concentraram-se em frente a uma bandeirola com o lema "Resíduos nucleares, via sem saída" na estação ferroviária de Valognes, sobrevoada por um helicóptero.

    Leia tudo sobre: alemanhalixo nuclear

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG