Subsidiária da Petrobras estima que vazamento em terminal lançou 1,2 metros cúbicos de óleo no mar

selo

Cerca de 130 homens da Transpetro fizeram a limpeza da orla de Tramandaí nesta sexta- feira (27)
AE
Cerca de 130 homens da Transpetro fizeram a limpeza da orla de Tramandaí nesta sexta- feira (27)
A Transpetro, subsidiária da Petrobras para a área de logística, informou conclusão na madrugada de hoje de limpeza da praia de Tramandaí, um dos balneários mais movimentados do litoral do Rio Grande do Sul, atingida por vazamento de óleo na manhã de ontem .

Ontem, a mancha de óleo era visível aos frequentadores da praia, causada por operação mal sucedida de descarregamento de um navio no Terminal de Osório. Segundo o informe da Transpetro, não existem mais indícios de óleo no mar.

Leia mais:
Óleo vaza em terminal marítimo do Rio Grande do Sul
Vazamento de petróleo no mar da China é ainda pior que o esperado
ANP prepara mais uma punição contra Chevron
Óleo do vazamento vai para galerias pluviais de Duque de Caxias
Chevron diz que ANP não fez 'boa discussão técnica'

A empresa informou que equipes de contingência permanecerão no local para recolhimento de eventuais resíduos trazidos pela maré. Uma comissão interna foi criada pela companhia para investigar as causas do acidente.

A Transpetro estima que o volume de óleo derramado chegou a 1,2 metros cúbicos. Em comunicado divulgado ontem, a empresa declarou ter informado o ocorrido aos órgãos ambientais, à Agência Nacional do Petróleo (ANP) e à Capitania dos Portos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.