Imagem mostra o aumento das queimadas em diversos lugares do mundo, consequência do aquecimento global

Imagens de satélite mostram as áreas onde mais ocorrem incêndios
NASA
Imagens de satélite mostram as áreas onde mais ocorrem incêndios

Na semana passada a agência espacial americana divulgou imagens de satélite que mostram a ocorrência de incêndios no mundo. A imagem impressiona pela abrangência de áreas de queimadas ao redor do planeta. A impressão é de que o fogo atinge grande parte da Terra.

As principais áreas de queimada são as florestas boreais no Alasca, Canadá, Rússia, China e Escandinávia, áreas de savana na África, florestas tropicais (Brasil, Indonésia, Costa do Marfim, Tailândia, Laos, Nigéria, Filipinas, Burma e Peru), assim como florestas temperadas nos Estados Unidos e Europa.

Apenas o início
No último verão do hemisfério norte, os incêndios atingiram 22 regiões da Rússia, deixando o país coberto por uma nuvem de fumaça. O mesmo acontece em outras partes do mundo e de acordo com especialistas, isto é só o começo de um grande problema.

Além dos efeitos óbvios e imediatos para a saúde, a queimada de biomassa é parte da equação para o aquecimento global. Em latitudes do norte, os incêndios se apresentam como um dos sintomas de aquecimento. Mas milhares de grandes e pequenas queimadas estão em curso em outras partes do planeta.

“Nós já começamos a ver os sinais iniciais das mudanças climáticas, e os incêndios são parte disto”, diz Amber Soja, especialista em queima de biomassa do instituto americano aeroespacial (National Institute of Aerospace - NIA).

Pesquisas sugerem que o aumento das temperaturas causadas pelo aquecimento global resultará em incêndios ainda mais frequentes e de maior porte.  Eles estão aumentando em latitudes mais ao norte, em florestas boreais compostas basicamente de árvores coníferas e turfeiras. A razão é que, ao contrário dos trópicos, as latitudes setentrionais estão mais aquecidas e com menos precipitação o que as torna mais suscetíveis ao fogo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.