Riviera francesa proíbe banho de mar por suspeita de tubarões

Peixes foram a 70 metros da costa. Guarda Costeira da França proibiu banhos de mar por precaução

AFP |

AFP
Salva-vidas vigia praia em Cagnes-sur-Mer: prevenção contra ataques de tubarões
As autoridades francesas baniram o banho de mar nesta segunda-feira em alguns dos melhores resorts da Riviera depois que banhistas disseram ter visto tubarões nas águas da costa.

Patrulhas de salva-vidas a bordo de barcos motorizados viram dois tubarões de aproximadamente dois metros de comprimento com uma "barbatana dorsal rígida, guelra e a parte inferior da barriga", disse Michel Gagnaire, chefe de segurança pública para a cidade de Cagnes-sur-Mer, próximo à cidade de Nice.

Foi proibido nadar em Cagnes e nas comunidades vizinhas de Villeneuve Loubet e Saint-Laurent-du Var até terça-feira, apesar de a aproximação de tubarões ser rara na França, e os ataques mais ainda.

Houve debate sobre a natureza da criatura.

Veronique Vienet, chefe do escritório veterinário local, disse à imprensa ser mais provável que se trate de um golfinho do que de um tubarão.

Richard Chemla, chefe do centro de pesquisa marinha de Nice, disse que deve ser um tubarão-peregrino ou uma jamanta.

"Talvez seja um jovem tubarão que se aproximou da praia", disse.

De acordo com o Museu de História Natural da Flórida, houve apenas um ataque fatal feito por tubarão em águas francesas desde que esses ataques começaram a ser registrados, em 1847.

Gagnaire disse, no entanto, que como o tubarão foi visto nas águas a apenas 70 metros da costa, ele pode estar desorientado por doença ou ferimentos, tornando-se mais propenso a atacar banhistas.

Em julho do ano passado, outra praia francesa, em Antibes, foi fechada depois da aparição de tubarões, mas as autoridades descobriram posteriormente que se tratava de um peixe-lua, inofensivo, que come água-viva.

    Leia tudo sobre: praiatubarãofrança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG