Reunião sobre biodiversidade tem fase decisiva no Japão

Pontos mais críticos na agenda continuam em aberto e terão de ser fechados nos próximos três dias

AE |

selo

A mais importante reunião do mundo sobre biodiversidade entra hoje(27) em sua fase decisiva, com muita coisa ainda a ser negociada. Os pontos mais críticos na agenda continuam em aberto e terão de ser fechados nos próximos três dias pelos ministros de Estado que chegaram ao Japão para o chamado "segmento de alto nível" da 10.ª Conferência das Partes (COP-10) da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB), que termina na sexta-feira, em Nagoya.

A conferência tem três objetivos: definir um novo plano estratégico de ação, com metas de conservação da biodiversidade para 2020; garantir que haverá recursos suficientes para alcançar essas metas; e aprovar um protocolo internacional sobre regras de acesso e repartição de benefícios oriundos da exploração de recursos - como moléculas vegetais usadas na fabricação de fármacos e cosméticos.

No caso do plano estratégico, um dos pontos críticos é a criação de áreas protegidas. Atualmente, só 13% dos ecossistemas terrestres e menos de 1% dos oceanos estão protegidos. Há propostas de aumentar essa cobertura para até 25% e 20%, respectivamente. O Brasil defende uma meta de 20% e 10%. Alguns países propõem também uma meta de zerar a perda de hábitats até 2020, enquanto que o Brasil defende uma meta de redução de 50% ou até "próximo de 100%, onde for possível".

O País tem sido uma das vozes mais influentes nas negociações, argumentando que não faz sentido estabelecer metas se não houver um compromisso de financiamento por parte dos países desenvolvidos para colocá-las em prática, assim como a garantia de que os países em desenvolvimento serão compensados pelo uso dos recursos genéticos de sua biodiversidade.

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, participa do evento e deve discursar hoje (27) em Nagoya. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: biodiversidadeonunagoya

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG