Raro ¿unicórnio¿ asiático é visto pela primeira vez em 10 anos

Um saola, espécie de bovino que existe apenas no Laos e Vietnã, foi capturado e acabou morrendo dias depois

iG São Paulo |

Bolikhamxay Provincial Conservation Unit/ IUCN
Saola capturado no mês de agosto em Laos
Pela primeira vez em mais de 20 anos, foi confirmada a observação de um dos mais raros e mais enigmáticos animais no mundo, o saola ( Pseudoryx nghetinhensis ), nas montanhas de Annamite, na fronteira do Vietnã e Laos. O governo de Laos anunciou que moradores da província central de Bolikhamxay capturaram um saola e o levaram para a cidade em agosto último.

O animal, um macho adulto, enfraquecido pelos dias em cativeiro, morreu momentos depois que uma equipe técnica conseguiu removê-lo da cidade. O animal foi fotografado enquanto ainda estava vivo.
Este é o primeiro registro confirmado da espécie uma vez que duas fotografias de saola selvagens foram tomadas no Laos por armadilhas fotográficas automáticas em 1999.

O saola foi descoberto pela primeira vez em 1992, na reserva vietnamita Vu Quang, perto da fronteira do país com Laos. Com seus longos chifres brancos e marcas faciais, os antílopes Saola se assemelha aos antílopes do Norte de África, no entanto, estão mais relacionados ao gado selvagem.

Saola são animais reservados e vistos raramente -- nenhum biólogo conseguiu registrá-lo na vida selvagem. Por conta desta característica, eles foram comparados aos unicórnios, apesar do fato de que eles têm dois chifres e não serem aparentados com equinos.

O saola está na lista das espécies criticamente ameaçadas e de acordo com a IUCN, existem menos de poucas centenas do animal. 

    Leia tudo sobre: saolalaosextinção

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG