Petrobrás anuncia novos patrocínios para ONGs ambientais

Seleção pública escolheu 44 projetos entre 928 inscritos em todo o Brasil

Natasha Madov, enviada ao Rio de Janeiro |

 A Petrobrás anunciou na tarde de terça-feira (26) o resultado de sua seleção pública de projetos ambientais para os próximos dois anos. Foram escolhidos 44 projetos que deverão receber um investimento total de R$ 78,2 milhões. O patrocínio vale por um período de até dois anos, podendo ser renovado por mais dois.

O clima era de festa: a cada nome anunciado, os vencedores jogavam uma chuva de papel picado. Foram selecionados 13 projetos de educação ambiental e conservação da região Nordeste, do Sudeste, seis do Centro Oeste, seis da região, um de abrangência nacional e um de abrangência regional. São três linhas de atuação: gestão de recursos hídricos, conservação de espécies e ambiente costeiros e aquáticos e fixação de carbono e emissões evitadas. Entre as iniciativas contempladas, muitos projetos de recuperação de matas ciliares, educação ambiental em comunidades quilombolas e vários projetos de monitoramento e conservação de espécies como tartarugas amazônicas, cavalos marinhos em Pernambuco, muriqui-do-norte e anfíbios em Minas Gerais, boto-cinza em Cananéia (SP) e lontras no Mato Grosso.

A cerimônia contou com um pronunciamento em vídeo da ministra de Meio Ambiente, Izabella Teixeira gravado em Nagoya, no Japão, onde está acontecendo a 10.ª Conferência das Partes (COP-10) da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB). No fim do evento, o presidente da Petrobrás José Sérgio Gabrielli de Azevedo ressaltou a importância de iniciativas que diminuam o impacto ambiental uso de petróleo quanto da sua extração e produção, incluindo aí procedimentos para evitar acidentes, bem como o investimento da empresa em fontes de energia renovável, como etanol, biodiesel e energia eólica.

O processo de seleção começou em junho e recebeu 928 inscrições, que passaram por três triagens até chegar a 81 projetos finalistas e depois, os 44 contemplados. O valor máximo para cada patrocínio é de R$ 3,6 milhões.

A jornalista viajou a convite da Petrobrás.

    Leia tudo sobre: petrobrásongong ambiental

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG