Pescadores franceses de atum vermelho acusam Greenpeace de agressão

ONG teria afirmado que o protesto foi pacífico, mas pescadores afirmam que foram atacados

AFP |

O Comitê Nacional de Pesca francês informou este sábado que pescadores de atum vermelho franceses foram "atacados" na sexta-feira por ativistas da organização ecológica Greenpeace perto de Malta, rebatendo as afirmações do grupo ambientalista de que teria realizado uma "operação não violenta".

"Os pescadores franceses foram atacados por ativistas do Greenpeace equipados e envolvidos em uma ação violenta: a destruição da ferramenta de trabalho", escreveu o Comitê Nacional de Pesca Marítima e de Cultivos Marinhos (CNPMEM), em um comunicado.

Na sexta-feira, o Greenpeace havia informado que um de seus ativistas ficou gravemente ferido com um arpão na perna, durante um violento confronto com pescadores franceses de atum vermelho, perto de Malta.

Uma porta-voz da ONG mencionou uma "primeira operação não violenta de interposição na pesca de atum vermelho".

    Leia tudo sobre: atum vermelhogreenpeace

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG