Peça chave para investigação de vazamento está com o FBI

Válvula de segurança, que especialistas afirmam ter sido a causa do vazamento, será investigada por agentes federais americanos

AFP |

Reuters
Parte da nova tampa de contenção é retratada em vídeo da BP
Uma peça chave para determinar as causas do acidente que provocou o maior vazamento de petróleo da história dos Estados Unidos está sob poder de agentes federais que investigam a tragédia, informou uma fonte oficial.

Especialistas acreditam que o mau funcionamento da válvula de segurança (BOP, na sigla em inglês) impediu o fechamento do poço, o que evitaria o vazamento de 4,9 milhões de barris de petróleo no Golfo de México, provocado pela explosão no final de abril da plataforma 'Deepwater Horizon', da britânica BP.

A BOP foi retirada do Golfo do México e é considerada "evidência material. A peça está sob a supervisão da equipe do FBI que investiga o vazamento, anunciou em um comunicado o almirante da Guarda Costeira Thad Allen, designado pelo governo federal para coordenar as tarefas de combate à maré negra.

A investigação do FBI deve determinar o motivo da válvula de segurança, um enorme dispositivo metálico do tamanho de uma casa, não ter cumprido o papel de fechar o poço no momento da explosão da plataforma.

A peça avariada foi substituída por um novo modelo. Allen também garantiu que o poço afetado foi completamente reformado e não constitui uma ameaça . O poço foi objeto da operação 'static kill', preenchido com lodo e fechado com cimento.

Agora resta a operação 'bottom kill', com a qual as autoridades pretendem evitar eventuais vazamentos 4.000 metros abaixo do leito marinho.

    Leia tudo sobre: vazamentopetróleoBPGolfo do México

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG