Orangotango obeso que comia marshmallow faz dieta na Inglaterra

Com 13 anos, Oshine pesa o dobro do que é considerado normal para sua espécie

BBC Brasil |

selo

Monkey World
Oshine vivia a base de uma dieta de hambúrgueres, marshmallows e balas

Uma fêmea de orangotango que pesa cerca de 100 kg e é considerada morbidamente obesa foi trazida à Inglaterra para fazer uma dieta. Oshine ficou órfã pouco depois de nascer e foi criada como um animal de estimação por um casal na África do Sul.

Acostumada a uma dieta de hambúrgueres,  e com um estilo de vida sedentário, Oshine, de 13 anos, pesa hoje o dobro do peso médio para uma fêmea de sua espécie. Em 2008, seus donos perceberam que não poderiam cuidar dela apropriadamente e pediram ajuda ao santuário de macacos Monkey World, em Dorset, na Inglaterra, que mantém a única creche de orangotangos na Europa.

No final do mês passado ela finalmente fez a viagem de 10,5 horas de Joanesburgo a Londres, de onde seguiu para Dorset, no oeste da Inglaterra. "Um voo de longa duração para uma espécie em risco e tão delicada como o orangotango é cheia de dificuldades e perigos. Com o problema do peso de Oshine, ficamos particularmente preocupados com os arranjos da viagem e em garantir que o trajeto seria livre de estresse e seguro", disse Alison Cronin, diretora do Monkey World.

Uma equipe da organização viajou para Johanesburgo antes da viagem, para conhecer a orangotango e permitir que ela se acostumasse à jaula especialmente fabricada para sua viagem. Depois de alguns dias se acostumando com a jaula e entrando e saindo dela voluntariamente, a transferência foi feita. Apesar de já ser adulta, Oshine agora está sendo criada na creche do santuário de macacos, junto a outros quatro orangotangos filhotes e uma mãe adotiva.

A ideia é que ela "aprenda" com os filhotes a agir como um orangotango, já que ela nunca teve contato com outros animais da sua espécie. Sua dieta também mudou e ela agora se alimenta, basicamente, de frutas e legumes, com frango e ovos duas vezes por semana.

Na creche, ela também tem a chance de se exercitar escalando pelas instalações especialmente construídas, de dois andares. Funcionários do Monkey World acreditam que Oshine pode chegar a um peso ideal em questão de poucos meses. A ideia é que, depois de adaptada a um estilo de vida mais natural aos orangotangos, Oshine se acasale com um macho no próprio centro para formar sua própria família.

    Leia tudo sobre: iGbbcorangotangoinglaterra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG