Equipamentos do mesmo tipo dos envolvidos na tragédia de 25 anos atrás ainda são utilizados, denuncia especialista

Onze reatores russos do mesmo tipo que os da central de Chernobyl são antiquados e deveriam ser desativados, declarou nesta segunda-feira (25) Vladimir Kuznetsov, membro de um conselho de especialistas do Rosatom, o monopólio russo da energia nuclear.

"A principal lição que deveria ser tirada da catástrofe de Chernobyl é a de desativar progressivamente os reatores de tipo RBMK", declarou à imprensa.

"Mas, ao invés de desativar esses velhos reatores ou explorá-los a 60% ou 70%, eles funcionam a 104%, porque novos reatores não são construídos", denunciou Kuznetsov.

Quase todos os 11 reatores RBMK (tipo usado em Chernobyl) foram construídos nos anos 1970 e deveriam ser utilizados apenas durante 30 anos.

Leia também:
Após 25 anos, Chernobyl ainda é perigo para o meio ambiente 

Javalis radioativos são legado de Chernobyl

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.