Na Escócia, 30 focas são encontradas mortas na praia

Cientistas ainda não sabem a causa da mutilação das focas. Os mamíferos tinham cortes pelo corpo inteiro

AP |

Getty Images
A população de focas cinzentas está em declínio na costa do Reino Unido
Cientistas escoceses estão investigando a misteriosa morte de focas encontradas com ferimentos terríveis ao longo do corpo, informaram nesta sexta-feira (20).


Ao longo dos últimos nove meses, cerca de 30 focas cinzentas foram encontradas mutiladas na costa leste Britânica. Os mamíferos foram encontrados com um corte único a partir da cabeça, seguindo em torno do corpo até ao abdômen.

A autópsia não concluiu a causa dos ferimentos e cientistas da Unidade de Mamíferos Marinhos da Universidade St. Andrews, na Escócia, estão coordenando a investigação a pedido do governo Escocês, da Sociedade de Proteção aos Animais e da National Trust.

“Nós não podemos descartar a hipótese de que isto foi causado por um predador, mas de acordo com o grau de ferimento que vimos, nosso melhor palpite é que foi provocado por algum tipo de hélice”, disse Dave Thompson, pesquisador sênior da Unidade de St. Andrews.

“É improvável que seja a hélice de um navio, porque ela provocaria feridas diferentes. Acreditamos que isto deve ter ocorrido em um lugar fechado”, disse. “O que estranhamos é que as focas estão entrando neste lugar de cabeça e ainda não sabemos o porquê”, disse.

A unidade de investigação disse que as populações de focas, na Escócia, estão entrando em declínio. Um relatório de 2008 do governo escocês estima que haja cerca de 164 mil focas cinzentas e 20.000 focas comuns na costa da Escócia.

O governo pediu para que a população informe qualquer novo caso de foca envontrada na praia.
Também foram encontradas carcaças de focas semelhantes às da Escócia, na costa atlântica do Canadá, mas cientistas canadenses atribuíram os cortes à ataques de tubarões.

    Leia tudo sobre: focasescócia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG