Mau tempo impede que terceiro barco recolha petróleo no Golfo

Mar agitado e ventos fortes não permitiram que barco se conectasse ao poço acidentado a 1500 metros de profundidade

AFP |

AFP
Plantas e pedras cobertas de óleo são atingidas por ondas altas em Port Fouchon, Louisiana. O mau tempo cancelou as operações do dia
O mau tempo no Golfo do México impediu nesta quarta-feira que um terceiro navio começasse a recolher o petróleo que vazou da plataforma Deepwater Horizon, anunciou um porta-voz da BP à AFP.

Acompanhe a evolução da mancha de óleo no Golfo pelo infográfico do iG

O Helix Producer não pôde se conectar ao vazamento, que vem acontecendo a 1.500 metros abaixo do nível do mar, como explicou o assessor Bryan Ferguson. O funcionário explica em números as condições do mar adversas para a limpeza: ondas de 2 a 2,5 metros e ventos de 28 a 43 km/h. "No entanto, o barco vai entrar em operação ainda nesta semana", afirmou.

O Helix Producer é capaz de recolher 53.000 barris de petróleo por dia (cerca de 8,5 milhões de litros), enquanto vazam de 35.000 a 60.000 barris diários (entre 5,6 e 9,6 milhões de litros); a BP espera recuperar cerca de 25.000 (4 milhões de litros) diariamente.

O navio de Taiwan que chegou à região para separar a água marinha do petróleo ainda está em fase de testes. A embarcação tem o tamanho de quatro campos de futebol e pode bombear até 500.000 barrils (80 milhões de litros) por dia, segundo a empresa TMT Shipping Offshore.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG