A senadora Marina Silva (PT-AC) enviou na quinta-feira uma carta aberta ao presidente Lula por meio da qual pede o veto de três artigos da Medida Provisória 458/09, aprovada na quarta-feira no plenário do Senado.

Em suma, a chamada MP da Amazônia simplifica o processo de regularização fundiária da Amazônia Legal, entre outros pontos permitindo à União a transferência de terras de sua propriedade, de até 1,5 mil hectares, a ocupantes da região, sem necessidade de licitação. A matéria seguiu para sanção presidencial porque os senadores não alteraram o texto que veio da Câmara.

O maior problema da medida provisória são as brechas criadas para anistiar aqueles que cometeram o crime de apropriação de grandes extensões de terras públicas, e agora se beneficiam de políticas originalmente pensadas para atender apenas aqueles posseiros de boa-fé, cujos direitos são salvaguardados pela Constituição Federal, diz trecho da carta da petista, já protocolada no Palácio do Planalto.

Leia reportagem completa no Congresso em Foco

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.