Maioria das espécies de plantas carnívoras corre risco de sumir

Estudo apontou que comércio ilegal incentiva a coleta de plantas silvestres

iG São Paulo |

Getty Images
A planta carnívora Dionaea muscipula, também conhecida como como Vênus papa-moscas, está ameaçada de extinção
Mais da metade das espécies de plantas carnívoras corre risco de extinção pois, além da perda do habitat para a agricultura, há um forte comércio que incentiva a coleta de plantas silvestres. Foi o que apontou o estudo de David Jennings e Jason Rohr do departamento de Biologia Integrativa da Universidade do Sul da Flórida, nos Estados Unidos.

As plantas carnívoras vivem em ambientes pobres de nutrientes, têm crescimento lento e baixa taxa de reprodução. O mercado negro de plantas carnívoras, os autores determinaram, está tendo um impacto significativo sobre o número de plantas na natureza. A poluição também foi considerada pelos pesquisadores outra grande ameaça.

O estudo se baseou na lista da União internacional de Conservação da Natureza. Em um artigo publicado no periódico científico Biological Conservation, os autores pontuam o que ameaça à conservação das 48 espécies de plantas carnívoras. Eles ressaltam a que assegurar a conservação destas plantas evita a extinção de espécies secundárias que dependem das plantas carnívoras.

    Leia tudo sobre: plantas carnívorasconservação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG