Knut morre em zoológico de Berlim

Ainda é desconhecido o motivo da morte do urso que se tornou celebridade

iG São Paulo |

Morreu neste sábado (19) o urso polar Knut, que se tornou celebridade depois de ter sido rejeitado por sua mãe. À época, ativistas defenderam a morte de Knut, que perdeu o irmão gêmeo logo após o nascimento, como teria acontecido na natureza. O fato gerou um amplo movimento global de defesa de Knut, que viveu até os quatro anos de idade. Um urso polar vive, em média, até os 18 anos de idade.

Adorado pelos alemães, Knut encantava com as brincadeiras com a prima Giovanna. Porém, o parentesco levou novamente os ativistas a pedir sua castração , para evitar uma prole com problemas genéticos. O zoológico também se recusou a executar o procedimento e acabou afastando-o de Giovanna.

Knut também foi vítima de bullying no zoológico em que vivia. Apesar de ficar numa jaula com três outros ursos, ele passava os dias sozinho, rejeitado pelos pares.

Os tratadores ainda não sabem o motivo da morte do animal, que não estava doente e morreu sozinho em área do zoológico de Berlim, na Alemanha. A autópsia será realizada nesta segunda-feira (21) .

O urso polar atraiu milhões de pessoas desde que apareceu em público pela primeira vez, em março de 2007. Nesse dia, o urso estava ao lado do tratador Thomas Doerflein - encontrado morto, em 2008, em um apartamento de Berlim.





    Leia tudo sobre: ursoKNUT

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG