Internet pode combater o aquecimento global, diz Al Gore

Para o Nobel da Paz, está na capacidade de conectar pessoas a chance de mudar o caminho das mudanças climáticas

Maria Fernanda Ziegler, iG São Paulo |

Futura Press
Al Gore durante palestra em São Paulo: confiança no poder mobilizador da Internet
A internet pode ser uma maneira de mudar a história da civilização por ter o potencial de conectar pessoas e poder ser usada como ferramenta para combater o aquecimento global. Foi a partir deste pensamento que o ex-vice presidente americano Al Gore falou hoje (18) a centenas de participantes da Campus Party, em São Paulo.

Acompanhe a Campus Party no blog especial do iG

O vencedor do Nobel da Paz falou sobre o poder democrático da rede e acapacidade que só ela tem em de conectar pessoas. Como exemplo de maneiras de combate ao aquecimento global, ele sugeriu a criação de um aplicativo, por exemplo, que inicialmente poderia ser usado por todo os integrantes do evento.

Neste aplicativo, dados sobre poluição, aquecimento global e meio ambiente poderiam ser trocados e usados por cada um em cada país. A ideia seria criar um mapa sobre o assunto. “Imaginem agora se os campuseiros fizessem uma competição para reduzir toda a poluição em seus países. Isto pode ser uma das melhores maneiras de combater o aquecimento global”, disse.

De acordo com o autor do livro “Uma verdade Inconveniente” e ganhador do prêmio Nobel da Paz em 2007, só a internet tem o potencial de conectar o mundo por ideias. Além disso, está nela a possibilidade de que cidadãos possam exigir de seus governos façam o que deve ser feito para combater a crise climática. “Vocês têm visto a maneira como a internet potencializa o jeito de fazer coisas melhores para o futuro. Depende de vocês criar este futuro”, disse.

Al Gore começou a palestra falando sobre as chuvas ocorridas na semana passada no Rio de Janeiro, que mataram mais de 600 pessoas.”Nós estamos em dias cruciais sobre o aquecimento global. Nos últimos 10 meses ocorreram chuvas além do normal em países como Paquistão, Austrália, Colômbia, assim como na minha cidade Nashville”, disse, se referindo à “clara ligação” destes eventos com o fato de grandes emissões de gases causadores do efeito estufa na atmosfera. E segundo Gore, também está na internet uma maneira de amenizar estas catástrofes, a partir da informação aberta sobre áreas onde casas podem ser construídas, assim como a previsão do tempo.

De acordo com Al Gore, um dos problemas está no fato de governos e grandes empresas controlarem a informação contida na rede. “Alguns países têm ainda um longo caminho para o uso correto da internet”, disse. Afirmou que este não era o caso do Brasil “País que tenho uma relação de grande respeito, falo de exemplo no meu próprio país”, disse.

Al Gore participou de palestra conjunta com Tim Berners-Lee, criador da web . Na primeira fila da platéia estava a ex-candidata a presidência do Brasil, Marina Silva, que foi cumprimentada pelo americano logo nos primeiros minutos de fala. Antes da palestra, os dois conversaram sobre a conferência do clima ocorrida em dezembro de 2010, em Cancun, México e que resultou em poucos avanços. “Ele disse que a medida que a consciência política das pessoas vai aumentando, em todo o mundo, a tendência e que isto possa influenciar as decisões do governo”, disse a ex-ministra.

    Leia tudo sobre: al gorecampus partyaquecimento global

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG