Ibama exige relatório da Petrobras até segunda-feira

Empresa foi notificada a apresentar documento sobre o plano de recuperação da área atingida pelo vazamento de petróleo

Agência Brasil |

Divulgação
Após sobrevoo da área, técnicos do Ibama apontaram volume despejado de óleo cru foi de 26 m³
O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) notificou a Petrobras a apresentar até a próxima segunda-feira (6) um “relatório consolidado” sobre o plano de recuperação da área atingida pelo vazamento de petróleo ocorrido na última terça-feira (31), na Bacia de Santos. O poço fica a 250 quilômetros de Ilhabela, no litoral de São Paulo.

Por meio de nota, o Ibama disse que pediu um “relatório consolidado sobre a resposta ao vazamento, incluindo o detalhamento das ações previstas no Plano de Emergência aprovado no licenciamento ambiental”. Após a entrega do documento, o órgão decidirá qual sanção pode ser aplicada pelo vazamento do petróleo no mar. Em caso de multa, o valor máximo previsto na lei pode chegar a R$ 50 bilhões.

Leia mais:
Ibama cobra da Petrobras relato de vazamento no pré-sal
Petrobras já recolheu 15 metros cúbicos de água oleosa após vazamento

Ontem (1º), técnicos do Ibama fizeram um sobrevoo na área atingida. Após a inspeção aérea, o órgão constatou que o volume despejado de óleo cru foi de 26 metros cúbicos (m³). “O sobrevoo evidenciou a existência de uma mancha pouco espessa e descontínua, com aparência de frisos prateados. Durante o sobrevoo, foi possível observar a realização de dispersão mecânica do óleo no mar com o auxílio de jatos de água […]. Dada a distância da costa e as condições oceanográficas no local, o Ibama avalia que não deve haver chegada de óleo no litoral”, diz o comunicado.

    Leia tudo sobre: vazamentobacia de santospetroleo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG