Homem é detido com mala cheia de cobras em aeroporto na Argentina

Homem tcheco trazia 247 animais, entre insetos, moluscos e répteis escondidos em sacos e meias. Muitos são de espécies protegidas

BBC Brasil |

selo

Um cidadão tcheco foi preso ao tentar embarcar em um avião no Aeroporto Internacional de Buenos Aires com centenas de cobras venenosas e répteis ameaçados de extinção escondidos dentro de sua bagagem.

Leia mais sobre tráfico de animais:
Passageiro é pego com animais ameaçados de extinção, na Tailândia

Indonésia liberta 600 tartarugas em operação contra tráfico de animais
Tartarugas raras são 'tatuadas' para evitar tráfico
Homem é preso na Malásia tentando enviar 100 cobras à Indonésia


Karel Abelovsky, de 51 anos, tinha em suas malas 247 animais escondidos dentro de sacos e até meias. Cada um dos recipientes trazia rótulos em latim com o nome científico das diferentes espécies.

Abelovsky foi pego depois que sua bagagem passou pelo exame de raios X e funcionários viram sua mala se mexendo. Ele tentava embarcar em um voo com destino à Espanha.

Em entrevista à agência Associated Press, um oficial de justiça argentino afirmou que ''os funcionários do aeroporto não acreditaram quando viram o movimento dentro da mala''.

Fauna rara
Entre os animais estavam insetos, aranhas, lagartos, cobras venenosas, lesmas e caracóis provenientes do Brasil, Argentina, México e Paraguai.

Muitos deles estão protegidos pela Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção.

Alguns dos animais foram encontrados mortos, provavelmente sufocados devido à escassez de oxigênio.

Após a apreensão, parte dos animais foi levada para o Zoológico de Buenos Aires, enquanto que as cobras venenosas foram enviadas para o Instituto Nacional de Saúde da Argentina, onde são preparados antídotos utilizando veneno extraído de cobras.

Abelovsky foi solto após pagar uma fiança de US$ 2,5 mil (cerca de R$ 4,6 mil), mas pode enfrentar uma pena de 10 anos de prisão se for condenado.

    Leia tudo sobre: tráfico de animaiscobrasserpentes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG