Golfinho de Irrawaddy corre risco de extinção em rio do Camboja

População de animais no rio Mekong é de apenas 85 indivíduos, de acordo com estudo do WWF

EFE |

O golfinho de Irrawaddy corre "alto risco de extinção" nas águas do rio Mekong, no Camboja, pois lá restam apenas 85 exemplares desta espécie, segundo o último relatório da organização World Wildlife Fund (WWF).

A população deste animal, de nome científico Orcaella brevirostris , habita toda a extensão dos 190 quilômetros do rio, entre a província cambojana de Kratie e as cataratas de Khone, quase na fronteira com o Laos.

Na pesquisa foram utilizados registros fotográficos do rio, para identificar individualmente cada um dos exemplares, que são facilmente reconhecíveis por suas particulares nadadeiras dorsais.

Graças a este sistema, se somaram alguns exemplares à esta população que anteriormente não tinham sido identificados, passando dos 76 no ano de 2009 para 85.

"Embora a população desses golfinhos seja ligeiramente mais alta do que a calculada anteriormente, nos demos conta de que não cresceu nos últimos anos", disse o diretor do programa de água doce da WWF, Li Lifeng.

Segundo Li, o problema é que poucos exemplares jovens sobrevivem até a idade adulta, por isso os golfinhos mais velhos que morrem não são substituídos.

A WWF lembra que o golfinho de Irrawaddy está incluído na lista de espécies em risco de extinção da União Internacional para a Conservação da Natureza desde 2004.

"Apesar de estarem protegidos pelas leis de pesca do Laos e do Camboja, os golfinhos do rio Mekong ainda estão ameaçados pela presença de redes onde costumam se prender e morrer entrelaçados", ressaltou o responsável da WWF.

Li insistiu que esta "população diminuta" corre um grave perigo por culpa das redes e da alta mortalidade de exemplares jovens, cujas causas ainda não estão claras.

A investigação da WWF também indica que existe uma pequena população desses golfinhos de apenas oito indivíduos no Laos, do outro lado da fronteira, a única região em todo o país onde existem golfinhos.

Por isso, Li afirmou que o principal desafio é coordenar medidas de conservação com os Governos do Laos e do Camboja, com as organizações de pesca e com as comunidades locais para evitar o desaparecimento desta espécie de golfinhos.

A WWF solicitou ao Governo do Camboja que estabeleça um marco legislativo claro para proteger os golfinhos, que deveria incluir a designação de áreas específicas de conservação para esses animais e a proibição ou limitação do uso de redes no rio.

    Leia tudo sobre: SUÍÇA ANIMAIS

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG