Flórida proíbe banho em praias contaminadas por petróleo

Região de Pensacola foi interditada por causa do vazamento no Golfo do México

AFP |

© AP
Banhista chora ao ver mancha de óleo na praia de Pensacola, ontem (23)
As praias turísticas de Pensacola, no norte da Flórida, foram finalmente atingidas pela maré negra no Golfo do México, forçando as autoridades a proibirem o banho de mar em plena temporada de verão, informou um funcionário local à AFP.

"Há petróleo na água e na areia, e dupla bandeira vermelha nas praias onde o banho é proibido", disse Warren Bielenberg, diretor do Parque Nacional Ilhas do Golfo, uma das áreas afetadas pela maré negra.

A área afetada vai de Perdido Key até zonas da ilha Santa Rosa, em Pensacola Beach, setor de maior atração para turistas da região.


Acompanhe a evolução do vazamento de petróleo dia a dia no infográfico do iG

Embora seja proibido entrar no mar, "as praias ainda estão abertas e há algumas pessoas que vão com suas sombrinhas para aproveitar o sol", informou Bielenberg, embora tenha destacado que, por causa da situação, "há uma advertência de saúde do condado de Escambia", ao qual pertence Pensacola.

A Flórida, um dos destinos turísticos mais importantes dos Estados Unidos com 80 milhões de visitantes por ano, que deixam para o estado uma renda de mais de US$ 60 bilhões, havia montado uma forte operação com equipes de limpeza no mar e nas praias para evitar que o petróleo chegasse à costa.

O governador Charlie Crist visitou Pensacola na tarde de quarta-feira e considerou "desagradável" a invasão da maré negra nas praias.

"Ver isto em um lugar tão lindo como este é inacreditável", lamentou.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG