EUA retiram frota de combate à maré negra por causa de tempestade

Tormenta tropical Bonnie, que já está no Golfo do México, pode atrasar as tentativas de fechar o poço avariado por vários dias

AFP |

© AP
Tempestade Bonnie: guarda costeira americana ordenou que navios abandonassem a área onde houve o vazamento de petróleo
A frota encarregada de lutar contra o vazamento de petróleo no Golfo do México foi retirada devido à aproximação de uma tempestade tropical, anunciou o responsável pelas operações de limpeza.

"Devido ao risco que representa a tormenta tropical Bonnie para a segurança das quase 2 mil pessoas que trabalham no combate ao vazamento de petróleo" no Golfo do México, os barcos e plataformas serão evacuados, disse o almirante da Guarda Costeira Thad Allen.

"Isto inclui a plataforma de onde se perfura o poço auxiliar que permitirá selar definitivamente o poço, e os navios necessários para capturar" o petróleo vazado.

© AP
Na sexta-feira (23/07), a tempestade se move para o noroeste a 16 km/h com ventos máximos de quase 40 mph
Allen admitiu que "estas ações podem retardar o esforço para fechar o poço (avariado) por vários dias", mas destacou que "a segurança dos indivíduos no local é nossa principal preocupação".

O almirante reafirmou sua ordem para que a BP mantenha tapado o poço e exigiu a permanência dos navios encarregados de monitorar o poço até o final do prazo para a evacuação.<br><br>Bonnie foi elevado à categoria de tormenta tropical nesta quinta-feira pelo Centro Nacional de Furacões (NHC), com ventos de 65 km por hora.

A tormenta estava às 24H00 GMT a 615 km a leste-sudeste de Key West, no extremo sul da península da Flórida, e se deslocava em direção noroeste a 22 km/h, segundo o NHC.

    Leia tudo sobre: vazamentopetróleoBPGolfo do México

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG