EUA processa BP e outras oito empresas por vazamento no Golfo

Governo americano sustenta que empresas violaram as normas de segurança e de operação antes do dia do acidente

EFE |

O Departamento de Justiça dos EUA iniciou nesta quarta-feira (15) ações criminais contra a BP e outras oito empresas relacionadas com o vazamento de petróleo este ano no Golfo do México, com a intenção de cobrar bilhões de dólares pelo desastre.

Em 20 de abril um acidente que matou 11 trabalhadores na plataforma Deepwater Horizon, da BP, a cerca de 100 quilômetros do litoral da Louisiana, iniciou um vazamento de petróleo que, segundo o Governo, chegou perto de 755 milhões de litros.

O processo, anunciado nesta quarta-feira pelo Departamento de Justiça, foi apresentado em um tribunal federal de Nova Orleans e menciona as empresas Anadarko Exploration & Production e Anadarko Petroleum; MOEX Offshore 2007; Triton Asset Leasing; Transocean Holdings, Transocean Offshore Deepwater Drilling e Transocean Deepwater, além da seguradora QBE Underwriting Ltd./Lloyd's Syndicate.

No processo, segundo o Departamento de Justiça, o Governo sustenta que as empresas violaram as normas de segurança e de operação antes de 20 de abril.

Para o Governo as empresas não cuidaram dos equipamentos e materiais necessários para a proteção do pessoal, dos recursos naturais e do ambiente.

    Leia tudo sobre: vazamentopetróleoBPGolfo do México

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG