EUA manteve com Pequim "conversas construtivas" sobre mudança climática

Enviado americano viajou à China antes da Conferência de Cancún que será realizada em dezembro e onde se buscará um acordo

EFE |

O enviado especial dos Estados Unidos para a luta contra a mudança climática, Todd Stern, assegurou hoje (22) em entrevista coletiva que manteve "conversas construtivas" com os líderes chineses e que sua visita mostra o esforço de Pequim e Washington para combater o aquecimento global.

O enviado americano viajou à China antes da Conferência de Cancún (México) que será realizada em dezembro e onde se buscará um acordo vinculativo que suceda o Protocolo de Kioto em 2012.

Stern, que se reuniu com o chefe negociador chinês, Xie Zhenhua, assinalou que as linhas do próximo encontro em Cancún não estão claras e insistiu em que "os países devem aderir aos objetivos descritos no acordo de Copenhague do ano passado".

Na cúpula passada realizada em dezembro de 2009 em Copenhague não foram alcançados acordos de fundo sobre a redução de gases poluentes, mas sim o compromisso de entregar US$ 30 bilhões entre 2010 e 2012 aos países em desenvolvimento para ajudá-los a combater a mudança climática.

Os EUA estão no ponto de mira nas negociações, já que além de ser o maior poluidor global per capita, é o único país industrializado que não assinou o Protocolo de Kioto, ratificado até o momento por 163 países. Stern disse que manteve conversas com a parte chinesa sobre combate, financiamento, tecnologia e a necessidade de criar um sistema transparente de negociação. EFE mmp/ma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG