EUA endurecem normas para evitar novo vazamento de petróleo

Nova regra vai exigir que operadores cumpram requerimentos mais rigorosos desde a concepção do poço até as práticas de cimentação

AFP |

Autoridades americanas anunciaram nesta quinta-feira (30) a instauração de novas normas de segurança em matéria de perfuração petroleira e de gás no mar, com o objetivo de evitar que se repita uma catástrofe como a do derramamento no Golfo do México.

O Departamento de Interior, encarregado particularmente da proteção ao meio ambiente, afirmou que as novas normas reforçarão as exigências de segurança das equipes, dos sistemas de controle de poços e das práticas, de forma a impedir uma explosão como a que ocorreu na plataforma Deepwater Horizon em 20 de abril frente à costa da Louisiana, provocando o pior derramamento de petróleo da história dos Estados Unidos.

"Com estas novas regras, os operadores precisarão cumprir com requerimentos mais estritos para tudo, desde a concepção do poço até as práticas de cimentação, desde as válvulas de prevenção de escapes até o treinamento de funcionários", disse o secretário americano do Interior, Ken Salazar.

"Também precisarão desenvolver planos mais amplos para gerir riscos e perigos em cada passo do processo de extração, para reduzir o risco de erros humanos", completou.

Os blocos obturadores de poços, um mecanismo cuja falha originou a explosão da Deepwater Horizon - operada pela britânica BP -, deverão agora ser inspecionados por especialistas independentes.

Em torno de 4,9 milhões de barris de petróleo (em torno de 780 milhões de litros) foram derramados do poço danificado, a 1.500 metros de profundidade.

    Leia tudo sobre: vazamentoBPGolfo do méxicopetróleomeio ambiente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG