EUA e Cuba dialogam sobre mancha de petróleo

Além de ameaçar a Flórida, o óleo também pode chegar ao país latino

AFP |

Estados Unidos e Cuba mantêm um diálogo sobre o derramamento de petróleo no Golfo do México, que se aproxima do estado da Flórida e, segundo especialistas, poderá atingir a costa cubana, informou nesta quarta-feira um porta-voz do Departamento de Estado americano.


"Posso confirmar que está ocorrendo (um diálogo) de trabalho", confirmou o porta-voz Gordon Duguid.

No entanto, o porta-voz disse não ter maiores detalhes das conversas, sobre quando elas foram iniciadas e onde ocorrem.

Uma parte do enorme vazamento de petróleo no Golfo do México, que ocorre desde a explosão da plataforma de Deepwater Horizon no fim de abril, entrou em uma corrente marítima e poderá chegar, em uma semana, à costa da Flórida, no sudeste dos Estados Unidos e muito próximo a Cuba.

Especialistas advertiram que a mancha de óleo poderá atingir a costa norte do país caribenho.

Estados Unidos e Cuba não têm relações diplomáticas há mais de meio século, apesar de terem mantido recentemente diálogos pontuais sobre temas como imigração e trabalho de resgate após o terremoto do Haiti.

Apesar de Barack Obama ter tentado uma aproximação com Havana depois de chegar ao poder, nos últimos meses ambos os governos voltaram a endurecer o tom.

O líder cubano Fidel Castro, em um de seus artigos na imprensa, afirmou que o desastre de petróleo no Golfo do México mostra o poder das companhias, que são "quem decide o destino da população" nos Estados Unidos e na Europa.

    Leia tudo sobre: vazamentopetróleogolfo do méxicoeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG