EUA autoriza BP a substituir sistema de prevenção de vazamentos

Equipamento (também conhecido como BOP) falhou e causou a explosão da DeepWater Horizon em abril

EFE |

O governo dos Estados Unidos exigiu da BP a entrega de um plano no qual detalhe o procedimento para retirar e substituir o sistema de prevenção de vazamentos que falhou na explosão e afundamento da plataforma Deepwater Horizon, no Golfo do México, em abril.

O almirante da reserva Thad Allen, que coordena a resposta do Governo americano ao vazamento, autorizou ontem a BP a começar com a substituição do sistema de prevenção de vazamentos, conhecido como Blow Out Preventer (BOP, na sigla em inglês) no poço Macondo, no qual operava a plataforma que explodiu.

A empresa informou hoje que já iniciou a operação.

Segundo a BP, a análise da pressão no poço durante as últimas 48 horas foi positiva, o que indica que a substituição do BOP pode ser feita sem risco de um novo vazamento.

No entanto, Allen exigiu da BP que lhe entregue amanhã um plano no qual detalhe o procedimento e o calendário da substituição do sistema de prevenção.

Em carta, Allen também pede que a empresa permita às equipes "acesso ilimitado" para observar e informar sobre todo o processo e que transmita o procedimento ao vivo.

Os engenheiros estão preocupados com a possibilidade de que o cimento com o qual selaram a boca do poço há duas semanas tenha prendido "até mil barris de petróleo".

A BP conseguiu vedar com sucesso a parte superior do poço. Agora, precisa finalizar a operação com o fechamento da parte inferior, uma operação que será feita por meio de um poço auxiliar.

A substituição do sistema de prevenção atrasará esta última fase da operação para fechar o poço, que está prevista para o dia 6 de setembro.

    Leia tudo sobre: vazamento de petróleoGolfo do MéxicoBP

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG