Estudo detalha elevação do nível do mar

Alta do nível das águas do mar é muito maior que a registrada em outras fases de elevação antes do período industrial

EFE |

O nível da água nos mares e oceanos de nosso planeta subiu de modo significativo desde o início da industrialização. Foi o que revelou um estudo divulgado nesta segunda-feira (20) pelo Instituto de Estudos das Consequências da Mudança Climática de Potsdam (PIK), na Alemanha, baseado na análise de sedimentos fósseis no litoral atlântico da América do Norte. O estudo é o mais detalhado sobre as mudanças no nível do mar ao longo dos últimos 2.200 anos.

Uma equipe internacional de especialistas liderada pelo professor alemão Stefan Rahmstorf ampliou em mais de dois milênios as análises sobre a relação entre a temperatura do ar e o nível das águas dos oceanos, que até agora só tinham sido analisadas em relação aos últimos 130 anos.

Getty Images
Novo estudo certifica que o nível das águas aumenta quanto mais quente é o clima global
O novo estudo certifica que o nível das águas aumenta quanto mais altta é a temperatura global e que a o clima do planeta aqueceu de forma mais acelerada com o início da industrialização no final do século XIX.

"O homem aquece cada vez mais o clima com as emissões de gases, o que faz o gelo derreter com maior rapidez e acelera a alta do nível da água do mar", advertiu Rahmstorf em uma nota emitida pelo PIK.

Os dados obtidos revelam que a Terra atravessou quatro fases nos últimos 2,2 mil anos, com uma primeira fase entre o ano 200 antes de nossa era e o ano 1000, no qual o nível das águas do mar se manteve estável.

Nos 400 anos seguintes e devido a um período climático quente durante a Idade Média, o nível das águas marinhas subiu cerca de 20 centímetros, em uma média de 5 centímetros por século.

Depois houve outra fase de estabilidade, que acabou no final do século XIX com o início da industrialização, o que conduziu a uma alta do nível do mar de 20 centímetros nos últimos 130 anos.

"Isto demonstra que a alta do nível das águas do mar é muito maior que a registrada nos 2 mil anos anteriores", destaca a nota do PIK.

A equipe de cientistas baseia seu estudo na análise dos restos fossilizados de seres unicelulares recolhidos mediante perfurações em salinas naturais do litoral atlântico americano.

Devido ao fato de esses seres unicelulares viverem sempre a uma determinada altura dependente das marés, a quantidade e o tipo dos sedimentos fossilizados recolhidos permitiu estabelecer o nível de água em um período superior a dois milênios.

    Leia tudo sobre: MUDANÇA CLIMÁTICA (Embargada)

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG