Philip Fearnside, um dos mais respeitados cientistas ambientais do mundo, ciceroneou Arnold Schwarzenegger no Xingu

selo

Enquanto os flashes dos fotógrafos eram direcionados às estrelas do Fórum Mundial de Sustentabilidade, como o ator e ex-governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, e o cineasta James Cameron, um dos mais respeitados cientistas na área de meio ambiente do mundo, Philip Fearnside, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), entregava aos jornalistas que o reconheciam cópias de CD com seus trabalhos publicados.

Fearnside foi um dos ganhadores do Prêmio Nobel da Paz, em 2007, junto a outros cientistas autores do Painel Intergovernamental para Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), que alertava sobre os riscos do aquecimento global. Ele foi convidado por Cameron e Schwarzenegger para ciceroneá-los ontem em uma visita à área indígena do Xingu, que deve ser alagada para a Hidrelétrica de Belo Monte. "Fiquei feliz em ser convidado, porque as estrelas têm os holofotes sobre elas e, ficando interessadas em saber exatamente quais os problemas que podem ocorrer com o desrespeito ao meio ambiente, podem transmitir melhor essa mensagem", disse.

Leia também:
Schwarzenegger diz que é preciso aprender com erros ambientais
Ex-governador da Califórnia chega a Manaus e sobrevoa Rio Xingu
Arnold Schwarzenegger e James Cameron preparam manifestação contra Belo Monte

O cientista está assistindo ao fórum, mas disse não ter desembolsado os R$ 18 mil pagos pelos 700 empresários para os três dias de evento. Para Fearnside, a ideia do fórum debatendo as questões para empresários pode ser importante para um futuro próximo. "Só achava que poderiam mesclar as estrelas com conteúdo sobre o assunto. Mas se pelo menos metade desses 700 empresários sair daqui com a ideia que deve reciclar os dejetos de suas fábricas e tomar outras atitudes para não poluir, já será um ganho importante", defendeu.

Samba
Em entrevista antes de sua palestra, Schwarzenegger sugeriu bem-humorado uma nova fonte de energia alternativa: os corpos das brasileiras. "Passam mais de 24 horas sambando, daria uma excelente fonte de energia alternativa", disse. Segundo ele, ao ter assumido o governo da Califórnia, em 2003, tinha como meta transformar até 20% da energia daquele Estado em energia renovável, especialmente solar, até 2017. "Consegui a meta antes e o Estado tem a meta de aumentar esse porcentual para 33% até 2020".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.