Pelo 9º ano consecutivo ativistas que lutam pela defesa dos touros protestaram em Pamplona pelo tratamento que recebem os touros

Durante uma hora, 90 pessoas representaram com seus corpos no chão da praça em frente da Prefeitura a imagem de um touro ensanguentado.

Pintados de preto para simular o corpo do animal e de vermelho para representar os ferimentos que os touros sofrem durante a cerimônia, os ativistas da Peta e AnimaNaturalis denunciaram com cartazes o que Pamplona é durante os Festa de São Firmino "sangue, tortura e morte".

Uma grande faixa pedia a "abolição" das festividades e em outros era possível ler "Basta. Não às corridas de touros".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.