Engorda de plantas com CO2 retardaria aquecimento global

Estudo da Nasa mostra que crescimento das plantas devido a ambiente mais rico em carbono ajudaria a esfriar o planeta

AFP |

Arte
imagem para chamada info
Em um mundo com o dobro de CO 2 na atmosfera, as plantas poderiam crescer melhor e auxiliar no esfriamento do planeta, mas não conseguiriam deter ou reverter as mudanças climáticas, anunciou a Nasa esta terça-feira.

Um dos maiores mistérios que os cientistas enfrentam no que diz respeito às mudanças climáticas é como projetá-las no tempo, particularmente em conta da reação da Terra a temperaturas mais quentes, um fenômeno conhecido como "feedback" (retroalimentação).

Sabe-se há tempos que as plantas - que usam dióxido de carbono (CO 2 ), luz solar e água para crescer através da fotossíntese - são capazes de se adaptar a níveis maiores de dióxido de carbono (CO 2 ), ao usar nutrientes de forma mais eficiente e gerar folhas de maior tamanho.

"Este processo é chamado 'regulação para baixo'. Este uso mais eficiente da água e dos nutrientes tem sido observado em estudos experimentais que podem conduzir a um crescimento maior das folhas", explicou a agência espacial americana em um comunicado.

Acompanhe a cobertura completa da Conferência sobre o Clima da ONU em Cancún

Um estudo da Nasa, descrito na edição desta terça-feira da revista Geophysical Research Letters, calculou que as plantas conseguem reduzir a temperatura planetária em até 0,3º C.

No entanto, esta cifra fica muito abaixo da elevação de 2º a 4,5º C, prevista em diversos modelos sobre o aquecimento global.

    Leia tudo sobre: aquecimento global

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG