Em fotos, americano mostra intimidade com tubarões

Fotógrafo, que passa a maior parte do ano no mar, retrata predador dos oceanos de perto

BBC Brasil |

selo

Com 35 anos de experiência no trato com tubarões, o americano Jim Abernethy, 53, não tem medo de chegar perto de perigosas espécies de predadores marinhos. “Descobri que, se você os trata com respeito, eles ganham confiança e se aproximam”, disse Abernethy, autor de fotos que retratam os tubarões a uma proximidade impressionante. “Criei um laço de confiança com eles.”

Algumas das fotos estão no livro Sharks – Up Close (Tubarões – De perto), feito por Abernethy e vendido em seu site (www.scuba-adventures.com). No livro, o autor expressa seu “amor por essas criaturas incompreendidas”.

“Dedico minha vida a eles. Passo 320 dias por ano no meu barco, fazendo expedições em alto-mar.
Removo anzóis e parasitas de seus corpos. Eles ficam confortáveis na minha presença”, relatou à BBC Brasil por telefone. “Com 15 deles, tenho uma relação similar à que as pessoas têm com seus cachorros.”

Abernethy tem uma empresa que oferece passeios de mergulho na Flórida e aluga seu barco para que fotógrafos e documentaristas produzam imagens da vida marinha. Ele também diz trabalhar em conjunto com grupos conservacionistas para combater a caça predatória dos tubarões.

Em janeiro, pela primeira vez, ele foi atacado por um dos predadores. “Um tubarão me confundiu com um peixe e me mordeu no braço”, contou. Mas isso não o desestimulou a proteger os animais.

“Estou bem e vou me recuperar. Enquanto isso, milhares de tubarões não têm a mesma sorte e morrem diariamente de forma cruel, desmembrados enquanto ainda estão vivos.”

    Leia tudo sobre: naturezatubarõesfotografia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG