Elefante de Sumatra pode desaparecer em menos de 30 anos

Organização ambiental WWF adverte que restam apenas 2.400 animais na natureza, uma redução de 50% da população em relação a 1985

AFP |

AP
Animal está protegido por uma lei indonésia, mas é vítima da destruição acelerada de seu habitat natural
O elefante de Sumatra (Indonésia) desaparecerá "em menos de 30 anos" se ninguém impedir a destruição de seu habitat natural, advertiu nesta terça-feira a organização de proteção do meio-ambiente WWF.

"Restam apenas de 2.400 a 2.800 elefantes de Sumatra em estado selvagem, o que representa uma queda da população de 50% em relação a 1985", indicou um comunicado do WWF.

"Os cientistas acreditam que, se a tendência atual prosseguir, os elefantes de Sumatra desaparecerão em estado selvagem em menos de 30 anos", acrescenta a organização mundial.

O animal está protegido por uma lei indonésia, mas é vítima da destruição acelerada de seu habitat natural: a selva da ilha de Sumatra, no noroeste do arquipélago indonésio, está cada vez mais limpa para abrir espaço às plantações de palmas ou para áreas agrícolas.

Leia mais:
A rede social do elefante asiático
Apreensão de marfim bate recorde em 2011, diz WWF
Rinoceronte negro ocidental é declarado extinto
Rinoceronte javanês do Vietnã está extinto, diz WWF

    Leia tudo sobre: elefanteextinçãoanimais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG