Descoberta população de gibão ameaçado no Vietnã

Estudo encontrou maior população conhecida desta espécie de primata

BBC Brasil |

selo

Terry Whittaker
População ameaçada de extinção foi localizada em parque do Vietnã
A organização ambiental Conservation International descobriu, em um parque nacional do Vietnã, a maior população conhecida de uma espécie de gibão ameaçada de extinção.

Usando uma técnica que consiste em usar o som produzido pela espécie, a entidade confirmou a existência de 455 animais no Parque Nacional de Pu Mat.

Este grupo de espécimes do Nomascus leucogenys representa mais de dois terços da quantidade total de gibões no Vietnã, e é a única população viável desta espécie que ainda resta no mundo, segundo a Conservation International.

"Historicamente, esta espécie de gibão era distribuída pela China, Vietnã e Laos. Acreditava-se que este primata muito ameaçado estava funcionalmente extinto na China, e a situação da espécie é desconhecida no Laos, devido à falta de pesquisa, apesar de números significativos ainda persistirem", informou a organização em um comunicado.

"Esta é uma descoberta extraordinariamente significativa e destaca a imensa importância das áreas protegidas para fornecer os últimos refúgios para a vida selvagem da região", afirmou Russell Mittermeier, presidente da Conservation International, lembrando que esta espécie de gibão está muito próxima da extinção.

Populações menores
Os trabalhos realizados pela entidade nos últimos três anos, pesquisando a espécie no norte e no centro do Vietnã, não tinham apresentado grandes resultados, descobrindo apenas populações menores.

Em 2010, a área da pesquisa foi mudada para o Parque Nacional de Pu Mat, onde a organização e os funcionários do parque, com o apoio de outras entidades de defesa ambiental, usaram a técnica de amostras auditivas para pesquisar a área.

Os gibões encontrados são primatas territoriais e comunicam a outros os limites das fronteiras de seus territórios por meio de vocalizações altas, prolongadas e elaboradas.

Ao gravar estes sons, os cientistas reuniram dados sobre os grupos de gibões na área pesquisada e usaram estes dados para determinar os números dos grupos em todo o parque.

A população em questão foi descoberta em uma floresta densa e remota, em altitudes maiores na fronteira entre o Vietnã e o Laos, onde ela viveu isolada das populações humanas.

Terry Whittaker
Grupo é a única população viável da espécie que ainda resta no mundo
Risco
A Conservation International afirma que a população de gibões encontrada agora pode estar em risco devido aos projetos de desenvolvimento e de construção de rodovias na região.

"Estas estradas, que visam aumentar as patrulhas na fronteira entre o Vietnã e Laos, vão passar diretamente pelo habitat do gibão", informou a entidade.

"Isto pode levar a efeitos catastróficos nesta população, pois as estradas vão fragmentar o habitat e dar acesso para atividades prejudiciais e ilegais como caça e desmatamento", diz o comunicado da organização.

"Não acreditamos que podemos parar as estradas, então a melhor solução é uma proteção de áreas importantes para esta população de gibões", disse o consultor da Conservation International Luu Tuong Bach, que liderou as pesquisas de campo.

"A grande questão será a caça destes gibões, que antes eram protegidos pelo terreno remoto (onde vivem), então o controle de armas será vital. Sem proteção direta no Parque Nacional de Pu Mat, é provável que o Vietnã perca esta espécie em um futuro próximo", afirma o cientista.

    Leia tudo sobre: conservaçãogibãovietnã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG