Dentistas usam técnicas 'humanas' para tratar dente de elefante

Procedimento contou com 47 tubos de resina especial para preencher rachadura de 50 cm na presa do elefante Devidasan

BBC Brasil |

Um elefante indiano com dente rachado foi tratado por dentistas do Estado de Kerala, numa operação inédita e, segundo os especialistas, bem-sucedida.

O procedimento em Devidasan, um elefante de 27 anos, envolveu 47 tubos de resina especial, usada para preencher uma rachadura de 50 cm de altura e 4 cm de profundidade na presa do animal.

A operação durou duas horas e meia, e Devidasan não recebeu tranquilizantes. Mas o animal “cooperou”, disse à BBC o dentista CV Pradeep.

O especialista contou que resolveu realizar o procedimento depois de descobrir que a rachadura na presa do animal poderia ser tratada de forma semelhante a problemas em dentes humanos.

Mas “foi literalmente uma tarefa de elefante, porque tivemos que encontrar equipamentos especializados e adaptá-los”, relatou Pradeep.

“A maior diferença entre (o procedimento) e os similares feitos em humanos é que não pudemos usar imagens de raio-x, porque nenhum de nossos equipamentos era grande o suficiente para o elefante.”

Segundo o dentista, a rachadura no dente causava incômodo e, se continuasse sem tratamento, poderia resultar em uma infecção potencialmente fatal em Devidasan.

O dono do elefante também estava ansioso para que o tratamento fosse realizado – o dente rachado inviabilizava a participação de Devidasan em festivais hindus. Agora, o animal já está fazendo aparições em eventos em templos em todo o Estado.

    Leia tudo sobre: elefantemarfimdentista

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG