Dados do governo apontam que desmatamento será o menor neste ano

Ministra do Meio Ambiente antecipa a meta de reduzir o desmatamento na Amazônia a 5 mil quilômetros quadrados de 2020 para 2017

Agência Estado |

Dados preliminares do desmatamento na Amazônia nos meses de junho e julho permitem ao governo apostar em um novo recorde em redução do abate da floresta neste ano. "Este ano vai ser o menor do menor", disse ontem a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

O anúncio da nova taxa está previsto para setembro. A ministra deverá antecipar a meta do Plano Nacional de Mudanças Climáticas de reduzir o desmatamento na Amazônia a 5 mil km2 de 2020 para 2017. Isso equivale a pouco mais de três vezes o tamanho da cidade de São Paulo.

No ano passado, o País registrou a menor taxa de desmatamento da Amazônia desde o início da série histórica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em 1988. Luciano Evaristo, diretor de Proteção Ambiental do Ibama, garantiu que a fiscalização não relaxou em ano eleitoral.

    Leia tudo sobre: Desmatamentoamazônia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG