Crocodilos surfam correntes no mar, diz estudo

Os répteis não conseguiriam percorrer grandes distâncias sem o auxílio das correntes marítimas

BBC Brasil |

selo

Um estudo australiano descobriu que os crocodilos-de-água-salgada ( Crocodylus porosus , também conhecidos como crocodilos-marinhos), os maiores répteis do mundo, são capazes de aproveitar correntes em rios e no mar aberto para percorrer enormes distâncias.

A pesquisa foi divulgada na última edição da publicação científica Journal of Animal Ecology e rastreou, por meio de sonar, 27 crocodilos adultos que vivem no Rio Kennedy, na Austrália.

Aproveitando correntes, os animais de até seis metros de comprimento percorrem distâncias muito acima do que a sua força física lhes permitiria.

Para um crocodilo, nadar vinte minutos é um esforço enorme. Mas o estudo iniciado em 2002 mostrou que um macho de quase quatro metros chegou a nadar 590 km durante 25 dias até chegar a um outro estuário, voltando depois de sete meses.

O cientista Gordon Riggs, da Universidade de Queensland, na Austrália, afirmou que ele e outros pesquisadores já tinham reparado que crocodilos usavam a maré em rios para se deslocar.

"Este estudo é importante porque prova isso com dados quantitativos", disse.

A pesquisa fornece uma explicação para a ocorrência do réptil em diversas ilhas do Pacífico Sul, em uma área de mais de 10 mil quilômetros quadrados.

    Leia tudo sobre: crocodilos-marinhosaustrália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG