Crematório de Cambridge propõe a adoção de métodos 'ecológicos'

Administração sugere uso de alternativas menos poluentes que cremação tradicional

BBC Brasil |

selo

O crematório da cidade britânica de Cambridge propôs adotar métodos mais “ecológicos” como alternativa à cremação, que envolvem técnicas como resfriamento e dissolução dos corpos, segundo a imprensa britânica.

Um dos métodos se chama “promession” e consiste no uso de nitrogênio líquido para resfriar o corpo até -196ºC, temperatura na qual ele pode ser desumidificado e fragmentado. O fino pó decorrente do processo pode ser usado como composto biodegradável ou enterrado em um caixão biodegradável, explica o jornal The Telegraph .

Outro método que pode ser utilizado, segundo o Cambridge News , é o “resomation”, em que o corpo é submerso em uma solução alcalina que o dissolve em cerca de três horas.

Essas alternativas emitem menos poluentes do que a cremação tradicional, de acordo com a administração do crematório, que submeteu ao Conselho Distrital de Cambridge um plano de negócios propondo os métodos e aguarda sua aprovação. A administração diz que a aplicação dos métodos por enquanto é uma “sugestão”.

Serviço ‘moderno’

A gerente do crematório, Tracy Lawrence, disse, em documento entregue ao Conselho, que o plano de negócios “concebe um serviço moderno e avançado” a ser oferecido aos clientes do local, de acordo com os jornais.

O objetivo é trazer uma “abordagem mais comercial” ao crematório, para aumentar a oferta de seus serviços e seus lucros.

Outra vantagem atribuída aos métodos alternativos é que eles economizam o espaço ocupado pelos corpos.

As técnicas não são inéditas. A “resomation” já é permitida em alguns Estados americanos, e uma empresa escocesa tenta regularizá-la na Grã-Bretanha. A “promession” é patenteada por suecos e praticada no país nórdico.

    Leia tudo sobre: cremaçãoenterro verde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG