Cirurgia retira pedras da barriga de raro kiwi branco

Primeiro kiwi branco nascido em cativeiro não conseguia se alimentar

BBC Brasil |

selo

Getty Images
Manukura passou por duas cirurgias com sucesso
Um raro kiwi branco de apenas seis meses de idade sobreviveu a operações para retirar pedras de sua barriga, na Nova Zelândia.

Cerca de uma semana atrás, funcionários do Centro de Vida Selvagem Pukaha Mount Bruce notaram que Manukura não estava se alimentando.

Um exame de raio-x revelou que duas pedras grandes estavam obstruindo o sistema digestivo da ave.
Em duas cirurgias diferentes, veterinários no hospital de Wellington usaram raio laser para quebrar as pedras e as retiraram da barriga de Manukura usando endoscopia.

Cativeiro
Funcionários disseram que houve um momento tenso durante os procedimentos, quando o coração do pequeno kiwi passou a bater mais devagar, mas Manukura sobreviveu e está se recuperando isolado dos outros animais.

Leia mais:
Raro kiwi branco torna-se símbolo de preservação na Nova Zelândia

Kiwis são a ave-símbolo da Nova Zelândia e, como outras aves, podem engolir pedras para ajudar em sua digestão.

Segundo os especialistas, no entanto, Manukura escolheu pedras grandes demais.

O filhote é um de 13 kiwis a nascer em cativeiro no centro de Pukaha Mount Bruce este ano.

A direção do local acredita que ele seja o primeiro kiwi branco a nascer em cativeiro no mundo.

Leia mais matérias sobre aves:
Fotógrafo registra filhotes de aves logo após o nascimento
Aves ameaçadas ganham proteção voluntária nos EUA
Concurso premia melhores fotos de pássaros ameaçados

O nome Manukura - que quer dizer aquele de status importante - foi escolhido pela comunidade indígena local Rangitane o Wairarapa. Os idosos do grupo veem a ave como um sinal de um "novo começo".

    Leia tudo sobre: conservação. kiwi branco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG