Floresta ficou isolada por 10 mil anos. O desafio é conciliar sua conservação com as necessidades das tribos locais

selo

Uma equipe internacional de cientistas, coordenada pelo grupo conservacionista americano The Nature Conservancy, começou a explorar uma das mais isoladas áreas de floresta tropical montanhosa, no leste da África.

A região, no Quênia, é cercada por terras áridas, e ficou isolada pelos últimos 10 mil anos.

Cientistas já encontraram mais de cem espécies até então desconhecidas. Mas a floresta está ameaçada pelo crescente número de moradores de tribos das redondezas que precisam de madeira, água, mel e novas terras para seu gado pastar.

Veja o vídeo:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.