China eliminará restrições para compra de veículos "ecológicos"

Compradores não precisarão participar de sorteio de licença nem de rodízio se tiverem veículos que poluem menos

EFE |

A China eliminará restrições tais como a necessidade de entrar em um sorteio para obter a licença ou a proibição de circular um dia por semana para aqueles compradores que adquiram um veículo dos chamados ecológicos.

Com estas medidas, o Executivo quer promover a compra deste tipo de automóveis e reduzir a poluição em 25 grandes cidades do país como Pequim (norte), Xangai (este), Dalian (nordeste) e Cantão (sul), informou neste domingo a imprensa oficial.

No caso da capital, os que optarem por este tipo de veículos não terão que esperar pelo sorteio das licenças, que levou alguns a esperar meses até obter sua permissão, o que, além disso, fez diminuir as vendas das grandes firmas.

Além disso e, segundo as autoridades, as facilidades para a aquisição destes carros virá acompanhada de uma campanha de instalação de postos de recarga nas cidades aderidas ao plano, que planejam ter mais de dez mil de recarga no total para 2020.

Segundo este mesmo plano, para esse ano haverá 65 milhões de veículos ecológicos, a metade do total estimado na China para então, por isso que o Executivo considera de "grande prioridade" a aposta em energias limpas.

    Leia tudo sobre: CHINAMEIO AMBIENTEpoluição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG