Caminhadas destacam macieira de Newton e outras árvores milenares

Em um dos percursos, está a macieira que inspirou Isaac Newton, em 1665, a formular a noção de gravidade

BBC Brasil |

selo

O National Trust, entidade britânica que trabalha pela conservação da natureza e de construções históricas no país, está organizando uma série de caminhadas por vários lugares da Grã-Bretanha para mostrar as árvores mais antigas do país.

Entre as dez localidades previstas, está a que abriga a macieira que inspirou Isaac Newton - em 1665, ao observar, sentado ao lado da árvore, a queda de uma maçã - a formular a noção de gravidade.

De acordo com o National Trust, as idades de exemplares antigos variam muito de espécie para espécie.
Por isso, um velho carvalho de 600 anos ou uma faia de 300 anos se qualificaram para o projeto. O National Trust também cita exemplos como o teixo, que pode chegar a milhares de anos de idade, ou o carvalho e a castanheira, que chegam a ultrapassar os mil anos de idade.

"Ficar perto de uma árvore antiga, que viveu séculos de história, pode ser uma experiência de humildade. Queremos promover estas árvores especiais e divulgar o perfil (das árvores) dentro das paisagens onde elas podem ser encontradas", disse Brian Muelaner, conselheiro para o setor de árvores antigas do National Trust.

Sem proteção
A pesquisa do National Trust sobre as árvores mais antigas da Grã-Bretanha vai continuar até 2012.
A entidade visa analisar mais de 25 mil hectares de bosques e 200 mil hectares de terras cultivadas para incluir mais de 40 mil árvores antigas.

Apesar da importância, as árvores antigas da Grã-Bretanha não recebem nenhum status de patrimônio protegido.

Geralmente não há placas de indicação próximas a estas árvores ou listas oficiais. Se estas árvores estiverem fora das propriedades do National Trust, pouco pode ser feito para sua proteção, que pode ser ameaçada por atividade agrícola intensiva, pesticidas ou fertilizantes.

    Leia tudo sobre: conservaçãonational trust

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG