De acordo com agência ambiental russa, em algumas áreas, cobertura de gelo é 50% menor que a média

A camada de gelo polar no Ártico se aproxima do nível mínimo recorde de 2007 e, em algumas áreas, é 50% menor do que a média, informou a agência de monitoramento ambiental russa nesta quinta-feira (4).

"De acordo com os resultados das observações, a camada de gelo do Ártico está próxima do mínimo observado em 2007 na região polar", indicou a agência Roshydromet.

Derretimento do gelo polar está mudando o cenário na região
AP Photo/Subhankar Banerjee
Derretimento do gelo polar está mudando o cenário na região

A camada de gelo cobria uma área de 6,8 bilhões de quilômetros quadrados. Ela está menor do que o normal em todos os mares russos, segundo a agência. "Para setembro, podemos esperar condições de navegação muito fáceis na rota do Mar do Norte", previu a agência.

A Rússia fez do desenvolvimento da região do Ártico uma prioridade estratégica, e espera aumentar a importância comercial da rota do Mar do Norte.

O derretimento da camada de gelo - causado pelas mudanças climáticas, segundo especialistas - tornou a rota ao longo da costa do Ártico mais acessível.

Leia mais:
Novo estudo confirma aceleração do derretimento do Ártico
Derretimento de gelo "prende" morsas em praia do Ártico
Novo estudo prevê fim das geleiras de verão no Ártico em 2016
Satélite gera primeiro mapa da densidade do gelo no Ártico

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.