C40: Aumento de enchentes leva a soluções criativas

Prefeitos de várias cidades no mundo apresentaram projetos para lidar com inundações, durante cúpula ambiental em São Paulo

Maria Fernanda Ziegler, iG São Paulo |

O cenário é de cada vez mais eventos extremos por causa das mudanças climáticas, e mesmo assim apenas a metade das maiores cidades do mundo está desenvolvendo ou começando a desenvolver sistemas de drenagem. Hoje (2), na reunião da C40, encontro das maiores cidades do mundo no combater as mudanças climáticas, algumas delas apresentaram soluções criativas para evitar inundações.

Em Houston, nos Estados Unidos, aconteceu um dos raros casos em que moradores aceitam pagar impostos para um serviço que já deveria estar incluído na conta. São 60 dólares anuais para um fundo pré-pago para a drenagem da cidade.

“As enchentes têm sido agravadas nos últimos cinco anos em Houston. A quantidade de chuvas que temos hoje supera a capacidade de permeabilidade da cidade, já com muitas construções e pouca área verde”, disse Laura Spanjian, diretora de sustentabilidade da cidade.

Com o financiamento, houve um aumento significativo dos recursos para o programa de drenagem: “Teremos um programa de vários bilhões de dólares para os próximos 20 anos”. Laura afirmou que o dinheiro não será usado apenas para a construção de reservatórios, mas também para a implementação de áreas verdes que absorvam as águas das chuvas. Os moradores que colaborarem, com iniciativas como montar telhados impermeáveis em casa, obtêm desconto na taxa.

Em Rotterdam, na Holanda, a prefeitura está vendo que projetos para combater as enchentes podem se tornar em um grande negócio. É o caso das casas na região central da cidade, que contam com uma espécie de reservatório de água que estoca água das chuvas.

Outro projeto são as chamadas conexões azuis, vias aquática que servem tanto para armazenamento quanto transporte de água para áreas da cidade com falta do recurso, além de funcionar como área de lazer. Os riozinhos resultaram no aumento do preço dos imóveis das regiões onde estão. Um terceiro projeto, apresentado, é a praça da água , transforma um reservatório em área de lazer para os moradores.

    Leia tudo sobre: c40cidadessustentabilidade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG